Bruxismo: causas, consequências e tratamento

O bruxismo é uma doença caracterizada por ranger e apertar os dentes de forma involuntária, e acontece em sua maioria durante o sono. Ele está fortemente ligada a causas como estresse e ansiedade, e pode acabar gerando desgaste nos dentes, dor na musculatura da boca e dores de cabeça constantes. O mais importante em relação ao bruxismo é descobrí-lo o quanto antes e tratá-lo. Leia mais e entenda melhor!

O que é bruxismo?

Se você já acorda com os músculos do rosto ou com a cabeça doendo, saiba: você pode estar sofrendo com o bruxismo. Bruxismo ou briquismo é um hábito inconsciente que consiste no ranger ou apertar dos dentes e muitas pessoas nem ao menos percebem que fazem isso, já que ele acontece com maior predominância durante o sono. Apesar disso, esse hábito acaba sendo prejudicial também durante o dia, já que ele pode provocar desgaste nos dentes, dores de cabeça e até distúrbios da articulação temporomandibular. O bruxismo acomete todas as idades e está bastante relacionado com o estresse.

Como saber se tenho bruxismo?

Justamente por ser um distúrbio que acontece normalmente durante o sono, é difícil descobrir se você tem bruxismo: na maior parte das vezes, o ranger dos dentes é ouvido por outras pessoas que acabariam te alertando. Em consequência disso, muitos diagnósticos são realizados quando o bruxismo já causou complicações nos dentes e na vida do paciente.

Por isso, é importante se atentar aos diversos sintomas que podem estar relacionados ao bruxismo, como: estalos nas articulações, dores de cabeça, sensação de aperto ou incômodo na garganta, limitação de abertura da boca e sensibilidade dentinária, que está relacionada ao desgaste que o bruxismo pode causar nos dentes.

Bruxismo: causas

As causas do bruxismo podem ser diversas e estão relacionadas tanto a sensações de ansiedade e estresse, quanto ao próprio alinhamento anormal dos dentes (má oclusão) e ao uso de alguns medicamentos. Depois da descoberta do hábito, é necessário entender de onde ele vem: só assim será possível pensar no tratamento ideal para cada paciente, que pode envolver os profissionais da odontologia, da psicologia e da fonoaudiologia.

Qual o tratamento para bruxismo?

Não é possível curar o bruxismo, mas seu tratamento é diverso e está ligado à tentativa de minimizar ao máximo os impactos que ele pode trazer. Ele irá depender dos motivos pelos quais você desenvolveu o hábito: pode ser que a solução para o seu caso seja a utilização de uma placa para dormir ou mesmo um tratamento a longo prazo que corrija sua mordida.

As placas interoclusais, por exemplo, são responsáveis por proteger os dentes e trazer conforto muscular durante a noite e impedir que os dentes se desgastem. Mas, é válido ressaltar: sem a diminuição da ansiedade e estresse, é difícil que o bruxismo acabe de vez. Por isso, em muitos casos é importante que o tratamento alie a psicologia e a odontologia. Se for preciso algum procedimento corretivo, ele será realizado por um cirurgião-dentista.

É possível prevenir bruxismo?

Sim, é possível, a partir de medidas básicas de controle do estresse e da ansiedade. Se o bruxismo for essencialmente noturno, por exemplo, é importante buscar ao máximo um sono de qualidade. Saiba: cuidar da nossa saúde mental e emocional pode evitar uma série de complicações físicas no futuro!