No último conteúdo sobre implante dentário que postamos falamos um pouco sobre a diferença de prótese dentária e implante dentário. Além disso, postamos uma série de dúvidas que as pessoas têm sobre implante dentário. Falamos sobre prótese fixa, a dentadura fixa e também falamos sobre reabilitação oral. A reabilitação oral é um tema muito comum na odontologia e você pode saber mais sobre o assunto clicando nesse link.

O objetivo dessa postagem é continuar tirando suas dúvidas sobre implantes dentários. Vamos lá?

Quais fatores contraindicam um implante dentário?

Os principais fatores que contraindicam o implante dentário são: debilidade sistêmica, quando o paciente é jovem demais e ainda está em formação óssea em fase de crescimento. Fumo e hábitos parafuncionais (como o bruxismo exacerbado) são fatores que não impedem o tratamento, porém podem afetar a taxa de sucesso. O melhor é procurar por um consultório odontológico em BH e tirar suas dúvidas com um profissional.

Os implantes podem ser rejeitados?

Quando um implante é realizado, o processo de cicatrização óssea começa. Isso é chamado de osseointegração. Após essa cicatrização que a instalação da prótese é feita (seja prótese fixa, prótese total sobre implantes – dentadura fixa – entre outras).

Pacientes sem ossos na face podem receber implantes?

Sim. O procedimento pode ser realizado desde que o paciente receba enxerto ósseo antes de colocar os implantes. Alguns pacientes que recebem enxerto ósseo e os implantes no mesmo procedimento cirúrgico. Todo procedimento de enxerto ósseo deve ser avaliado pelo profissional do consultório odontológico em BH que você está realizando o tratamento. Dependendo da quantidade de osso necessário, a matéria pode ser retirada do queixo ou do túber do próprio paciente.

Todas as pessoas podem colocar implantes e os dentes no mesmo dia?

Poucas pessoas podem receber a carga imediata (implante e dente no mesmo dia). Isso acontece porque poucas pessoas que possuem quantidade e qualidade óssea suficiente. Quando existe osso na região inferior normalmente é possível, pois o osso da mandíbula é mais duro e menos poroso. Já a maxila é um osso mais poroso, o que dificulta a fixação do implante. Procure por uma clínica odontológica BH para saber mais sobre o assunto.

Quantos implantes são necessários em um paciente que não tem nenhum dente?

Primeiro é preciso planejar o tratamento do paciente. Independentemente do tipo de trabalho que for realizado, o mínimo de implantes que são necessários são 6 na região superior e 2 na região inferior.

Quais são as etapas de trabalho?

Também é necessário planejar o tratamento do paciente. Cada tratamento é diferente e muda de paciente para paciente. No planejamento procura-se saber os objetivos do paciente e as reais possibilidades do tratamento. A segunda fase é a cirurgia para colocar os implantes. Caso sejam implantes de carga imediata, os dentes provisórios são colocados no mesmo dia. Caso sejam implantes tradicionais, o paciente é orientado e a aguardar. O tempo vai variar de caso a caso.

Qual a maior novidade em implantes dentários?

A maior novidade é a possibilidade de devolver o dente para o paciente. Esse tipo de tratamento é indicado não só para recuperação da função de mastigação e fala, é também indicado para recuperar a autoestima do paciente e lhe prover melhor qualidade de vida.

Gostaram das dicas? Entre em contato a nossa clínica odontológica BH e marque uma consulta.

Referências: Odontologia e Saúde, Núcleo Lapecco, Clínica odontológica BH

Pin It on Pinterest

Share This

Compartilhe!

WhatsApp chat