O que é bruxismo, quais os sintomas e como tratá-lo

Muitas pessoas não sabem que sofrem de bruxismo, isso se dá porque o bruxismo se manifesta enquanto estamos dormindo, na maioria dos casos. Ele se trata de um habito involuntário que faz com que as pessoas pressionem fortemente a mandíbula – alguns também rangem os dentes sem nenhum objetivo funcional. Em outras palavras, o bruxismo é uma desordem funcional que se caracteriza pelo ranger ou apertar dos dentes durante o sono. Essa pressão pode provocar o desgaste dentário, entre outros problemas. Nos casos mais graves, problemas ósseos podem ocorrer, assim como problemas na gengiva e na articulação da mandíbula (ATM).

O bruxismo infantil acomete 15% das crianças e afeta, indistintamente, homens e mulheres. A incidência tende a diminuir com o passar dos anos e, dentre as causas principais temos as alterações emocionais, descontrole psicológico, bullying, estresse, problemas respiratórios e alérgicos, herança genético, refluxo gastresofágico, e são mais comuns em crianças entre 2 a 4 anos, 10 a 12 anos e 18 anos. Essas idades são fases de descobertas, adaptações e aprendizado e envolvem a percepção da realidade, autoconfiança, limites e escolhas desses indivíduos.

 

Causas do bruxismo

Existem algumas possíveis razões físicas e também psicológicas para que esse distúrbio venha a acontecer. Entre eles, os mais comuns são:

  • Sintomas de ansiedade (estresse, raiva, frustação ou tensão).
  • Alinhamento fora do normal dos dentes superiores e/ou inferiores.
  • Problemas do sono, como a apneia ou insônia.
  • Resposta quanto a dor de ouvido ou dor de dente, mais comum principalmente em crianças.
  • Problemas de estômago como refluxo do ácido estomacal para o esôfago e para a boca.
  • Efeito colateral provocado por conta de medicamentos psiquiátricos.

 

Sintomas do bruxismo

O surgimento de alguns sintomas de maneira excessiva devem ser o ponto crucial para procurar um dentista para a realização de um diagnóstico. Entre eles, os mais comuns são:

  • Ranger ou apertar os dentes.
  • Dentes achatados, fraturados, lascados ou soltos.
  • Esmalte dental desgastado.
  • Aumento da sensibilidade dos dentes.
  • Dor na face.
  • Dor na mandíbula.
  • Dores de ouvido.
  • Dor de cabeça.

 

Tratamento do bruxismo

É desconhecido um tratamento específico e eficaz para o bruxismo. Os principais objetivos do tratamento são reduzir a dor, evitar danos permanentes aos dentes e reduzir o ranger dos dentes. O tratamento envolve o uso de uma placa para ajudar no travamento da mandíbula, com o objetivo de diminuir o ranger dos dentes durante o dia e durante a noite. Além disso, o dentista também pode sugerir formas de reduzir o estresse, com, por exemplo, prática de exercícios físicos, meditação, ioga, entre outras atividades. Esse tipo de sugestão pode variar dependendo do perfil do paciente. Se o caso do paciente for mais severo, o profissional especialista pode prescrever medicamentos para relaxar e dormir melhor.

Alguns fatores externos podem agravar o problema, como dormir de luz acesa ou TV ligada e ficar muitas horas no computador antes de deitar. Esses estímulos interferem no ciclo do sono e podem ser um gatilho para o bruxismo. Por isso, um ambiente tranquilo para o descanso ajuda no bem-estar.

O bruxismo tem cura? Na verdade, ele não é uma disfunção perigosa, mas pode causar danos permanentes aos dentes.  Por isso, é importante consultar um dentista e buscar a melhor forma de tratamento e acompanhamento do caso.

Referências: Drauzio Varella, BBC, IPED, VitaClass, Minha Vida

Pin It on Pinterest

Share This

Compartilhe!

WhatsApp chat