Ortodontia e reabilitação oral – O implante dentário e o aparelho ortodôntico combinam?

A reabilitação oral é um dos mais recentes recursos utilizados para cuidar de forma ampla de toda a dentição do paciente. A odontologia moderna tenta preservar ao máximo a remoção dos dentes naturais, ou seja, mesmo que muito desgastados por maus cuidados, todos os tratamentos devem ser aplicados para que estes mesmos dentes permaneçam eternamente na boca dos pacientes.

Reabilitar significa tornar hábil de novo, tornar viável e útil o que estava prejudicado. Por isso quando um paciente decide reestruturar seu sorriso, ele deve ser esclarecido de como cuidar da higiene bucal com as informações básicas como quantas vezes ele deve escovar os dentes em um dia, a maneira correta da escovação, o tempo de escovação, a utilização do fio dental, a melhor pasta de dente, etc.

 

Qual é o conceito de reabilitação oral?

O conceito é a de uma visão multidisciplinar, onde todas as especialidades devem ser consideradas como ferramentas no auxílio do reestabelecimento estético-funcional, sendo assim, além de uma análise de todos estes aspectos, é necessário um profundo conhecimento e a utilização das especialidades de uma forma integrada, como por exemplo, realizar um tratamento periodontal, caso seja a demanda do paciente.

A reabilitação é um procedimento que une diversos tratamentos odontológicos e deve ser personalizado para cada paciente. O dentista que for realizar esse procedimento deve conduzir de forma a otimizar o tempo de tratamento com o máximo de excelência. O planejamento do tratamento começa no consultório odontológico e precisa ser minucioso e complexo e tem que ser realizado para que todas as necessidades do paciente sejam atendidas. É necessária, inclusive, uma avaliação radiológica completa para que os profissionais da equipe possam conhecer o estado bucal do paciente, tendo como objetivo proteger e corrigir qualquer problema menos visível e notável.

Qualquer pessoa pode passar por um processo de reabilitação oral. O dentista que indica a reabilitação aos pacientes que passaram muito tempo se omitindo em relação a higiene bucal, portadores de problemas periodontais, ou pessoas que perderam um ou mais dentes, pacientes com má oclusão, histórico de desgaste, bruxismo ou erosão.

 

Implante dentário e aparelho Ortodôntico combinam?

Segundo a ABO (Associação Brasileira de Odontologia), o implante dentário pode até ser favorável ao aparelho dentário desde que sirva como ancoragem, mas o aparelho não corrige a posição do implante. Essa pergunta geralmente chega ao consultório odontológico do profissional de forma amedrontada ou envergonhada, mas é importante que haja diálogo entre o dentista e o paciente sobre o assunto para, antes de mais nada, desmistificar os implantes dentários. Os implantes dentários são a solução para aqueles pacientes que perderam seus dentes naturais em acidentes, cáries ou em outros tratamentos de saúde.

É importante enfatizar que o Implante dentário não resulta em nenhum impedimento com relação a utilização do aparelho ortodôntico. Logo, o paciente que o utiliza pode realizar qualquer atividade normalmente: beijar, morder, mastigar, falar e fazer tratamento ortodôntico. Muitos pacientes acreditam que com o tempo e o uso de aparelho ortodôntico, o implante dentário pode vir a quebrar. O implante não vai quebrar, como muitos acreditam. Contudo, o implante, por ser um parafuso integrado (“fundido”) ao osso, pode até ajudar, servindo como ancoragem.

Referências: ABO, Clinica Saraiva, Akaki

Pin It on Pinterest

Share This

Compartilhe!

WhatsApp chat