Próteses dentárias: a melhor solução para o sorriso perfeito!

Decidir que você está pronto para mudar seu sorriso já é uma grande decisão – agora, escolha a melhor forma de fazer isso!
Cárie, doenças das gengivas e traumatismos podem acabar levando a perda de dentes. E, quando faltam dentes, os que estavam ao lado e seus oponentes tendem a mover-se para o espaço que ficou livre, o que pode provocar todo tipo de desequilíbrio na arcada dentária: problemas de mastigação, perda estética, aspecto de envelhecimento, dores na região da articulação dos maxilares, entre outros. Com o objetivo de restaurar as funções mastigatória, estética, fonética e estética, recorremos à próteses dentárias fixas e móveis, que substituem os dentes naturais. Continue lendo para entender um pouco mais sobre esse procedimento odontológico.

Prótese dentária fixa

Como o próprio nome já diz, esse tipo de prótese não pode ser removida depois que é instalada na boca do paciente. Ela pode ser unitária ou parcial (de três ou mais dentes), tem função e aparência iguais às de um dente natural e, geralmente, é fixada em dois ou mais dentes vizinhos ao que está ausente.
A Prótese Fixa normalmente é feita de metal e cerâmica e possui resistência e durabilidade altas – apesar disso, pode ser que seja necessário trocá-las com o passar dos anos. Sem dúvidas, ela é uma excelente saída para pacientes que perderam um ou alguns dentes. Sua principal desvantagem está no fato de que é necessário desgastar dentes saudáveis para fixá-la.

Prótese dentária removível: dentadura e roach

Outra opção da Odontologia que torna possível a reposição de dentes (inclusive todos eles) são as Próteses Removíveis parciais ou totais. As Próteses Parciais, também chamadas de roach, substituem um ou mais dentes e são feitas de resina com estrutura metálica – vale ressaltar que, em alguns casos, isso pode incomodar o paciente esteticamente. É possível também confeccioná-las sem a estrutura em metal, mas isso pode acabar deixando a prótese um pouco menos resistente.
Já as Próteses Removíveis Totais, ou seja, as dentaduras, são as utilizadas nos casos em que o paciente perdeu todos os dentes – ela é uma completa réplica de dentes, gengiva e céu da boca a partir da utilização de resina e da coloração rosa. Seu uso e sua indicação estão sendo cada vez mais restritos, já que por não ser fixada na boca, a dentadura acaba apresentando muita mobilidade, o que pode gerar feridas e muito desconforto ao paciente.

Não sabe qual opção é a ideal para você? Consulte um dentista!

Apenas com a consulta em um profissional qualificado será possível decidir qual a melhor solução para seu caso. Pode ser que, por exemplo, a melhor saída para você seja um implante dentário. A diferença entre um implante e uma prótese é que, neste caso, é implantado cirurgicamente, na boca do paciente, pinos de titânio sobre os quais posteriormente é instalada uma peça protética em substituição aos dentes perdidos. Assim, integrados ao osso, os implantes oferecem uma real estabilidade para os dentes artificiais – eles não escorregam e nem mudam de posição na boca.
Cada dente na arcada dentária tem uma função específica e a falta de apenas um deles já pode causar desequilíbrio e dificuldades para mastigar e falar – planeje seu sorriso dos sonhos e descubra qual a melhor alternativa para você sorrir sem medo!

Pin It on Pinterest

Share This

Compartilhe!

WhatsApp chat